Como amar meu filho | Arita - Treinamento de Inteligência emocional

Como amar meu filho

Como assim? Amo meu filho acima de tudo na vida! Faço tudo por ele! Faço tudo com ele! Ele é a minha razão de viver! Saio para trabalhar duro pensando em lhe dar o melhor, quero ensiná-lo o que sei, poupá-lo dos males que conheço. Compro as melhores roupas para que todos possam admirá-lo. Adoro ouvir “que filho lindo você tem”. Como amar meu filho? Incondicionalmente, para todo o sempre será meu filho amado. Parece uma pergunta absurda, não é? Mas não é não. Tudo o que é demais faz mal. Até o amor demais vira doença, obsessão.

Ao criar os filhos sob as asas, não permitimos que aprendam a enfrentar os verdadeiros problemas da vida e eles crescem despreparados para tomar decisões. Meu filho, minha vida… Pronome de posse vem sempre antes de qualquer outra definição: _meu, minha, nosso_… Pra começar, os filhos são do mundo. Nascem como indivíduos únicos, com seus_ “quereres”_e_ “estares sempre a fim”_ que são só deles. Nascem sob nossa responsabilidade e nossas expectativas podem bagunçar a cabecinha deles. É o que vem depois do sentimento de posse: a projeção.

Decidimos ter filhos para que eles continuem nossa linhagem, nossa família, nossos propósitos. De certa forma, permanecemos vivos através de nossos filhos. Quando nos damos conta que exigimos deles o que muitas vezes não podem dar, baseando-nos no que gostaríamos que fossem, sem respeitar suas escolhas e caminhos, é um baque. Invariavelmente nos perguntamos, ao ver um filho infeliz e sofrendo por não corresponder ao que projetamos neles: _”C__omo posso fazer tanto mal a quem amo mais do que tudo? Como posso ser a causa da infelicidade desse pedaço de mim? Onde foi que eu errei?”._ Para eles nossa opinião é muito importante. O vínculo com o papai e a mamãe jamais se perderá. A energia ancestral jamais se romperá.

Não erramos em amar, mas em deixar de olhar nossos filhos como indivíduos, desrespeitando suas escolhas e caminhos. Quando não oferecemos abrigo e apoio ao discordar deles, quando deixamos de enxergá-los como são. Quando não deixamos que percebam que são amados. Nossa aceitação, orientação, apoio e presença constantes são fundamentais para o futuro equilibrado de nossos filhos. Só assim, estaremos amando como nunca pensamos ser capazes de amar.

Lizandra Arita

Graduada em Psicologia pela Universidade Bandeirante de São Paulo e em Engenharia pela FEI, Lizandra Arita é também psicóloga Institucional e Clínica, atuando desde 1998 (22 anos) em treinamentos de autodesenvolvimento. Especialista em PNL (Programação Neuro Linguística), Hipnose e Autohipnose, Rebirthing, Psicodinâmicas, Gerenciamento de Emoções e Conflitos, Lizandra é especialista em casos de depressão, ansiedade, processos emocionais ou comportamentais, problemas de relacionamento, fobias, pânico e transtornos obsessivos compulsivos.

Entre suas especializações, Lizandra tem formação em cursos de aperfeiçoamento de Master Practitioner pela SBPNL, Disney’s Approach to Quality Service (Disney Institute), Os Segredos da Mente Milionária (T. Harv Eker), Unleash the Power Within (Anthony Robbins), Hipnose & Auto-Hipnose (Instituto AmanheSer), Formação Profissional em Renascimento (Instituto Renascimento), Rebirthing (Instituto Sinergia),Grupo Dirigido de Psicodinâmica em Negócios (Cogni MGR), The Healing Potential of Non-Ordinary States of Consciousness (Stanislav Grof), Movie Yoga – Turning Your Life into an Epic Adventure (Tav Sparks), The Adventure of Self-Discovery/A Holotropic Breathwork Experience (Stanislav Grof e Tav Sparks), Gerenciamento de Emoções e Conflitos (Cogni MGR) e Psicologia Pré e Peri Natal (ACT Institute).

ARTIGOS RELACIONADOS

Fale por Whatsapp