Fique atento aos sinais de desgaste emocional no trabalho no dia a dia

Desgaste emocional no trabalho: o que fazer quando se percebe que chegou ao seu limite?

Desgaste emocional no trabalho: o que fazer quando se percebe que chegou ao seu limite?

Há muita cobrança por performance e resultados no mundo corporativo. Mas, lembre-se: não somos máquinas e precisamos diminuir um pouco o ritmo do dia a dia

O dia a dia no mundo corporativo é exigente ao extremo. Há pressão por resultados, comportamento, entrega e tudo isso não parece ter fim, levando ao desgaste emocional no trabalho, também chamado de descarga emocional. Um problema cada vez mais comum, infelizmente, nas grandes cidades em todo o mundo. No post de hoje, aqui no blog da Arita, vamos apresentar mais detalhes deste assunto e também o que fazer quando parece que estamos chegando ao limite da nossa saúde física e mental. Continue a leitura!

Conheça os principais sinais de desgaste emocional no trabalho

  • Cansaço excessivo
  • Enxaqueca
  • Fraqueza
  • Dores musculares constantes
  • Distúrbios do sono
  • Dores no estômago constantes
  • Náuseas
  • Dores de cabeça constantes
  • Alergias
  • Queda de cabelo
  • Diminuição do desejo sexual
  • Falta de atenção e concentração
  • Alterações de memória
  • Irritabilidade frequente
  • Resistência a mudanças
  • Perda de iniciativa e de interesse pelo trabalho e também por assuntos pessoais
  • Ironia e raiva
  • Isolamento e ceticismo
  • Despersonalização e distanciamento
  • Sentimento de frustração e fracasso

Burnout

Quem trabalha no mundo corporativo, principalmente em grandes empresas, está familiarizado com a palavra “burnout”. Mais especificamente, com a síndrome de burnout (conhecida também como síndrome do esgotamento profissional). Trata-se de um distúrbio emocional, percebido por sinais de exaustão extrema e de esgotamento físico, assim como estresse acima do normal.

É resultado de situações e rotinas desgastantes no trabalho, principalmente em ambientes onde há muita pressão por performance e resultados, assim como em empresas com alto grau de competitividade e responsabilidade. O burnout é um quadro extremo, no qual a pessoa não consegue mais desempenhar a atividade profissional que está acostumada.

E o que fazer?

A primeira coisa a se fazer é “pegar mais leve”, desacelerar um pouco o ritmo. Sabemos que nem sempre isso é possível, mas é fundamental que a pessoa que sofre de desgaste emocional no trabalho busque criar e cultivar uma rotina mais tranquila e calma. E isso deve ocorrer de forma natural, ao longo do dia, e não somente em intervalos permitidos pela empresa ou durante o horário de almoço.

Outra boa ideia é buscar o diálogo, a conversa com seus superiores. Fale sobre a situação, tente distribuir responsabilidades e busque uma alternativa positiva para todos envolvidos (empresa e você). Caso não exista espaço para tal iniciativa, buscar uma recolocação profissional pode ser uma boa alternativa.

E a inteligência emocional?

Através de treinamentos de inteligência emocional é possível treinar a sua mente em busca do equilíbrio emocional, inclusive no trabalho. E outra boa notícia é que a Arita Treinamentos é uma empresa especializada no assunto e que lida com casos de desgaste emocional no trabalho há muitos anos.

Então, não perca mais tempo na internet pesquisando sobre soluções para este problema. Fale hoje mesmo com um dos nossos especialistas e comece a escrever um novo capítulo em sua carreira. Com mais calma e tranquilidade, com equilíbrio emocional hoje e sempre.

ARTIGOS RELACIONADOS