Saiba como a liderança pode influenciar no comportamento organizacional

Saiba como a liderança pode influenciar no comportamento organizacional

Saiba como a liderança pode influenciar no comportamento organizacional

comportamento organizacional

A liderança é um dos aspectos mais importantes no contexto de uma empresa. Ter um bom líder significa dar as chances para que a equipe se desenvolva, atinja as metas e conquiste aquilo que é esperado.

Mais que isso, o líder também influencia a maneira como é o modo de agir das pessoas envolvidas com o empreendimento. Dependendo do tipo de abordagem, as transformações são distintas e trazem um nível distinto de segurança.

Para entender melhor, veja como a liderança e o comportamento organizacional se relacionam e descubra a importância desse ponto.

A motivação é um aspecto comportamental diretamente afetado

Um dos papéis do líder é inspirar as pessoas e engajá-las em uma determinada missão. Na maioria das vezes, significa unir os profissionais às metas do empreendimento e atuar para chegar aos resultados desejados.

Como consequência, há a geração de um elemento motivacional. As diversas atitudes do líder, como a oferta de reconhecimento e de orientação, fazem com que os profissionais fiquem comprometidos com o ambiente de um jeito profundo. É algo que leva à ação e à tomada de decisão, de modo que o comportamento organizacional é diferenciado.

A confiança gera um clima de trabalho que é favorecido pela liderança

O clima organizacional é, de certa forma, o “humor” do ambiente laboral. Trata-se de um aspecto relevante para o sucesso, já que um clima adequado contribui para a motivação e para a permanência dos colaboradores nas funções.

A liderança, por sua vez, tem um impacto definitivo nesse sentido. Quando a atuação envolve autonomia, feedback e reconhecimento há um ganho importante de confiança. Basicamente, os colaboradores se sentem dispostos a encarar desafios e ficam satisfeitos com o ambiente. Isso cria um clima satisfatório, positivo e propício ao desenvolvimento, de modo a gerar efeitos especialmente benéficos.

A inovação também passa a fazer parte do comportamento organizacional

Os diferentes perfis de líder agem de forma igualmente distinta. Contudo, quando a atuação se relaciona à autonomia e a possibilidade de execução relativamente livre de tarefas, uma questão é muito favorecida: a inovação.

Ou seja, se o líder operar corretamente, ele criará um comportamento organizacional que é habituado à necessidade de inovar constantemente. Os profissionais poderão oferecer novas ideias, sugestões e modos de agir, o que colabora para o desenvolvimento da empresa em vários pontos.

A capacidade ampliada do time em atuar de maneira inovadora também contribui para a adaptação às mudanças e para o dinamismo. Desse jeito, o comportamento é menos estanque e favorável às transformações do ambiente.

A resolução de problemas ganha um reforço importante

Em um espaço de trabalho, é comum que surjam imprevistos e a necessidade de buscar soluções. Nem sempre tudo sai como deveria e a capacidade de encontrar saídas é determinante para a boa atuação.

Nesse aspecto, o papel do líder é fundamental. Embora ele seja o tomador de decisão, é preciso contar com o apoio de todos os envolvidos para construir uma solução de valor.

Como resultado, o comportamento organizacional é influenciado de modo a contribuir para a resolução de questões diversas. É algo que traz dinamismo, já que ter mais pessoas cientes do problema e comprometidas com a solução acelera a etapa e aumenta as suas chances de o processo ser bem-sucedido.

A liderança, quando exercida corretamente, pode gerar ótimas influências no comportamento organizacional. Portanto, é indispensável contar com os líderes certos e devidamente preparados, pois os efeitos serão sentidos com maior intensidade.

Restou alguma dúvida sobre essa relação? Use o espaço nos comentários e não deixe de participar!

Lizandra Arita

Graduada em Psicologia pela Universidade Bandeirante de São Paulo e em Engenharia pela FEI, Lizandra Arita é também psicóloga Institucional e Clínica, atuando desde 1998 (22 anos) em treinamentos de autodesenvolvimento. Especialista em PNL (Programação Neuro Linguística), Hipnose e Autohipnose, Rebirthing, Psicodinâmicas, Gerenciamento de Emoções e Conflitos, Lizandra é especialista em casos de depressão, ansiedade, processos emocionais ou comportamentais, problemas de relacionamento, fobias, pânico e transtornos obsessivos compulsivos.

Entre suas especializações, Lizandra tem formação em cursos de aperfeiçoamento de Master Practitioner pela SBPNL, Disney’s Approach to Quality Service (Disney Institute), Os Segredos da Mente Milionária (T. Harv Eker), Unleash the Power Within (Anthony Robbins), Hipnose & Auto-Hipnose (Instituto AmanheSer), Formação Profissional em Renascimento (Instituto Renascimento), Rebirthing (Instituto Sinergia),Grupo Dirigido de Psicodinâmica em Negócios (Cogni MGR), The Healing Potential of Non-Ordinary States of Consciousness (Stanislav Grof), Movie Yoga – Turning Your Life into an Epic Adventure (Tav Sparks), The Adventure of Self-Discovery/A Holotropic Breathwork Experience (Stanislav Grof e Tav Sparks), Gerenciamento de Emoções e Conflitos (Cogni MGR) e Psicologia Pré e Peri Natal (ACT Institute).

ARTIGOS RELACIONADOS

Fale por Whatsapp