Atenção aos sinais e efeitos do abandono emocional no relacionamento

Tristeza no trabalho: a importância de tomar cuidado com certos sentimentos ao ir trabalhar

Tristeza no trabalho: a importância de tomar cuidado com certos sentimentos ao ir trabalhar

A rotina de trabalho nem sempre é composta de momentos felizes. Por isso, é importante ficar de olho em sinais de infelicidade que podem evoluir para quadros mais sérios

Na vida adulta é fundamental buscar pontos de equilíbrio em todos os sentidos, como ao buscar o equilíbrio entre vida pessoal e trabalho. Isso faz toda a diferença, principalmente quando enfrentamos momentos de tristeza no trabalho. Para evitar situações assim, é importante ficar bem atento(a) aos sinais que podem indicar o começo de um quadro depressivo, algo infelizmente cada vez mais comum nos dias de hoje. Ficou interessado(a) no assunto? Continue a leitura do post de hoje, aqui no blog da Arita Treinamentos.

Principais sintomas de tristeza no trabalho

1 – Indisposição

Quem já enfrentou momentos de tristeza no trabalho sabe como às vezes é complicado até mesmo levantar da cama, se trocar e ir até a empresa. A indisposição é um sintoma clássico de que algo não está certo, pelo menos a partir de sua expectativa.

2 – Baixo astral

Mesmo em momentos de descontração no ambiente de trabalho, como durante festas e compartilhamento de boas notícias, o baixo astral permanece.

3- Falta de interesse

A pessoa que está passando por momentos de tristeza no trabalho apresenta falta de interesse em todo e qualquer assunto corporativo, como no início de um novo projeto ou mesmo quando precisa realizar uma tarefa cotidiana.

4 – Insônia

A dificuldade de dormir também é um sintoma clássico, já que a mente dificilmente consegue se desligar nos momentos de infelicidade que você viveu durante um dia de trabalho.

5- Mudança de peso

Muitas pessoas apresentam variações de peso quando estão enfrentando momentos difíceis emocionalmente. Perder ou ganhar peso durante períodos infelizes é um reflexo bem claro de que algo não está ocorrendo como o planejado.

6 – Falta de planejamento

No dia a dia do trabalho é essencial planejar muito bem as ações para deixar tudo organizado e garantir boa produtividade. Porém, quando a pessoa passa por momentos infelizes, é complicado se concentrar em planejamento. Tudo parece meio distante e sem importância.

7 – Indecisão

Tomar decisões exige concentração e determinação, dois aspectos distantes em momentos de infelicidade no trabalho.

8 – Esquecimento

A dificuldade de concentração também pode levar ao esquecimento, ou seja, a pessoa infeliz no trabalho pode se esquecer de detalhes banais do dia a dia, como senha do e-mail, ramal de colegas de trabalho e assim por diante. Pode ser esquecer de enviar mensagens aos superiores, delegar tarefas e outras ações que está habitualmente acostumada.

O que a empresa pode fazer para combater a infelicidade no trabalho?

  • Iniciativas para aumentar a produtividade de uma forma natural e dinâmica.
  • Avaliações constantes do ambiente de trabalho.
  • Aplicação de metodologias de aculturamento organizacional.
  • Feedback: é fundamental dar feedbacks à equipe de trabalho, principalmente após projetos e jornadas de sucesso.
  • Incentivo a novos cursos e formações / especializações.
  • Respeito profissional: o colaborador precisa se sentir respeitado no local de trabalho, tanto pelos colegas hierárquicos como por gestores e diretores.

E a inteligência emocional, pode ajudar?

Sim! A metodologia é baseada em um princípio de busca de conhecimento, de informação. Ou seja, procura encontrar as causas reais de um determinado problema, como em relação à tristeza no trabalho. Além disso, os treinamentos de inteligência emocional pavimentam caminhos em busca da felicidade profissional e também pessoal. Uma jornada construída passo a passo, no seu ritmo e respeitando suas individualidades e em sintonia com seus sonhos.

E outra boa notícia é que a Arita Treinamentos é uma empresa especializada no assunto, com mais de 30 anos de tradição. Comprove: fale hoje mesmo com um dos nossos especialistas.

ARTIGOS RELACIONADOS